sexta-feira, 18 de julho de 2014

18/07


Vicejando dentro em mim
O que outrora fosse nosso,
O momento enquanto vim,
Este anseio já nem posso

Traduzir noutro jardim
O que sempre quando aposso
Traz o todo e sei que enfim,
Superasse algum destroço

Da vertente mais audaz
Desta estrada imprevisível
Do caminho que se faz

Na expressão decerto incrível
Deixo tudo para trás
Mesmo o quanto é impossível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário