quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

23/02

Já não mais se apresenta a vida quando
Meu tempo se redime da passagem
Que a vida me trouxera qual miragem
Do todo no vazio se entranhando.
O prazo noutro senso se acabando
Amor quando se fez dos sonhos, pajem,
Apenas no vazio uma estalagem
De um modo que pudera contrastando.
O vértice se aponta para baixo
E o passo noutro instante mal encaixo
Resulto deste insulto, vida e morte.
No fato conhecido ou mesmo até
No quanto se percebe por quem éjavascript:void(0)
O topo que deveras não conforte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário