quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Do quanto tive outrora riso e brilho
No todo se propaga o já não ser,
Apenas possa crer no amanhecer
Diverso do que tento e mesmo trilho,
A vida se renega em estribilho
E o tempo não pudera conhecer
O rumo que perdera sem prazer
E nisto cada sonho um empecilho.
Vestígios de outras eras que coleto,
O sonho poderia ser completo
E o tanto quanto quis não mais trouxesse
A luta de tal forma sem sentido
Ousando no que possa e não duvido
Tramando a solidão em leda messe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário